São Miguel do Oeste, 134, Sala 101 - Centro, São Miguel do Oeste - SC, 89900-000
  • (49) 3622-2139
  • (49) 3645-0254

Imposto de Renda de Pessoa Jurídica: Como declarar?

DATA: 22/03/2020

A declaração de Imposto de Renda de Pessoa Jurídica necessita de cuidados redobrados, sendo obrigatória a todos que possuam um CNPJ ativo. Ou seja, independe de ser uma grande empresa ou um profissional freelancer, ela deve ser feita e entregue separadamente à declaração de Pessoa Física.

São tantas dúvidas sobre como fazer, o que deve declarar e os tipos de impostos a pagar ou restituir, que é normal contar com o auxílio de um profissional contador.

"Os maiores erros da declaração de imposto de renda PJ são causados por dados não enviados ou de forma incompleta para o fechamento do balanço. Não enviar extratos bancários, despesas ou notas fiscais, distorce o valor do lucro da empresa e outros saldos, fazendo com que a declaração seja transmitida de forma incorreta", conta Paloma Letícia Grubba, coordenadora e contadora responsável da Contabilizei .

Abaixo, a contadora especialista separou alguma dicas que podem auxiliar, confira:

Contador

A falta de conhecimento, a legislação, os processos mais burocráticos, etc. Tudo isso faz com que se tenha a necessidade de um contador por trás da declaração do IRPJ, afinal ele realizará o fechamento do balanço da empresa e elaborará a demonstração de resultado, garantindo que tudo está sendo executado de forma devida e reduzindo o risco de multas por erros ou atrasos.

Documentos mensais

Para fechar o balanço e ter a demonstração de resultados, é necessário que todos os documentos da empresa sejam enviados mensalmente para o contador: notas de venda e prestação de serviço, notas fiscais de compra, contas de energia, telefone, etc, despesas, extratos bancários, e qualquer outro documento que comprove as movimentações da empresa.

Fique atento ao cálculo

O imposto na pessoa jurídica é recolhido com outra periodicidade. Para empresas do Simples, mensalmente na DAS, e nos outros regimes tributário de forma trimestral. A declaração enviada com valores da empresa, incluindo os de imposto de renda, é enviada para o governo a título de informação. Por isso, o auxílio de um contador pode ser de grande ajuda neste processo.

Malha fina

Cair na malha fina é quando a receita federal identifica alguma inconsistência de preenchimento na declaração. Mas, o que deve ser feito se você cair na malha fina? Para a pessoa jurídica, as declarações são enviadas com outra periodicidade, e a forma de fiscalização funciona diferente. Caso existam problemas com os saldos declarados a contabilidade precisa revisar o balanço e DRE da empresa e retificar as declarações para evitar multas.

Fonte: Contabilizei

Compartilhar: